You are here

Soluções para melhores resultados em viveiros 

 

Todo produtor tem por objetivo cultivar uma plantação livre de pragas e doenças. E para isso, é preciso atentar-se à fase de viveiro, quando o foco são as mudas. Para garantir um bom começo da muda no campo é necessário manter uma fase saudável de estabelecimento e um arranque mais rápido, proporcionando uma plantação com maior produtividade e rentabilidade. 

Único ativador de plantas registrado no mundo. Ao ser aplicado na parte aérea das plantas, ele ativa os seus próprios mecanismos naturais de defesa e aumenta sua resistência às doenças bacterianas (Xanthomonas axonopodis e Pseudomonas cichori). O produto deve ser aplicado antes da entrada dos patógenos, de forma preventiva. Bion é rapidamente absorvido pelos tecidos foliares e é translocado sistemicamente, tanto para as folhas quanto para as raízes, ativando assim a planta de forma generalizada. 

Ingrediente Ativo: Acibenzolar-S-Metílico (500 g/Kg).
Grupo Químico: Benzotiadiazol.
Formulação: WG.
Dose: 25 g/100 L de calda.
Modo de Uso: Realizar 8 aplicações preventivamente, iniciando 15 dias após o estaqueamento. Repetir as aplicaçõeses com intervalo de 7 dias. Utilizar volume de calda de 200 l/ha ou 20 ml/m2.

 

Inseticida sistêmico de forte ação. Proporciona um excelente controle de cupins e vespas-da-galha. Além disso, apresenta efeito bioativador que melhora o desenvolvimento das plantas (velocidade de brotação, sistema radicular e parte aérea). Por esses motivos, as plantas poderão resistir melhor às adversidades climáticas, mantendo o seu potencial produtivo. 

 

Ingrediente Ativo: Tiametoxan (250 g/Kg).
Grupo Químico: Neonicotinóides.
Formulação: WG.
Dose: 300 g por 100 litros de calda.
Modo de Uso: Cupins: fazer a imersão das mudas em solução por 30 segundos antes de serem transplantadas. Após a secagem, a muda está pronta para o transplantio. Vespas-da-galha: fazer a aplicação foliar preventiva.

 

Fungicida para controle de oídio na cultura do eucalipto. É recomendado preferencialmente para uso preventivo no início da infestação.
 

Ingrediente Ativo: Azoxistrobina (200 g/l) + Difenoconazole (125 g/l).
Grupo Químico: Estrubirulinas + Triazóis.
Formulação: SC.
Dose: 200 a 300 ml por 100 litros de calda.
Modo de Uso: Iniciar as aplicações preventivamente ou nos primeiros sintomas da doença. Repetilas em intervalos de 7 dias, se necessário. Utilizar volume de calda de 200 l/ha ou 20 ml/m2.

 

Produto natural à base de aminoácidos e nutrientes que ajudam a minimizar os estresses abióticos (choque pós-transplante, decorrente da mudança de ambiente). Quantis melhora o enraizamento, fortalece e poupa a energia da planta, preparando-a para um melhor estabelecimento em campo. 

Garantias: 9% de potássio, 1% de cálcio e 15% de carbono orgânico total.
Formulação: SL.
Modo de Uso: 100 a 200 ml por 100 litros de calda.
Dose: Fazer imersão de mudas por 30 segundos antes do transplante e aplicar em esguicho 1 semana após o transplante, utilizando o volume de calda de 50 ml por planta.