Fomento à biodiversidade: Syngenta e São Martinho inauguram meliponários em várias cidades brasileiras

Institucional

A Syngenta e a São Martinho inauguram, em maio, mês em que é celebrado o Dia Mundial das Abelhas (20), quatro meliponários – espaços que prestam um serviço ambiental à sociedade, pois são destinados ao repovoamento de espécies e ao fomento da biodiversidade. As instalações estão localizadas nas unidades da São Martinho, empresa referência no setor sucroalcooleiro, em Pradópolis (SP), Américo Brasiliense (SP), Iracemápolis (SP) e em Quirinópolis (GO).

Pioneira em aderir ao projeto Coexistência, iniciativa da Syngenta em parceria com a GeoApis, a São Martinho já implementou os serviços de monitoramento para os apicultores em cerca de 250.000 hectares de áreas sob sua administração e, agora, a companhia amplia o seu compromisso com a conservação ambiental para, em parceria com a Syngenta, instalar também espaços dedicados às colmeias.

Os meliponários são os abrigos das abelhas Jataí, uma espécie nativa do Brasil, conhecida por não possuir ferrão.
Meliponários são os abrigos das abelhas conhecidas por não possuir ferrão

“Os polinizadores desempenham um papel importante na produção de alimentos. Isto porque eles estão presentes em 87 das principais culturas alimentares e em 35% das terras agrícolas em todo o mundo. A implementação dos meliponários em unidades da São Martinho reforça o compromisso da Syngenta com a sustentabilidade e demonstra que é possível e essencial conciliar a produção agrícola com a gestão ambiental e cuidado com os polinizadores”, afirma Bruno Ananias, Gerente de Sustentabilidade na Syngenta.

André Tebaldi, Assessor de Meio Ambiente da São Martinho, ressalta que o projeto traz consigo uma série de objetivos estratégicos, todos voltados para a promoção e fortalecimento da biodiversidade, com incremento de espécies nativas. “Nesta etapa do projeto estamos implementando 32 colmeias, distribuídas nos quatro meliponários e com nove espécies de abelhas nativas, sem ferrão, com destaque para Jataí, Iraí e Mandaçaia. Estes equipamentos proporcionam maior biodiversidade através do aumento da população de abelhas nativas (indígenas), além do serviço ecossistêmico regulatório que é a polinização, contribuindo para a estabilidade da flora no local”, pontua Tebaldi.

O projeto visa garantir um ambiente propício para a preservação desses polinizadores, contribuindo, assim, com a segurança alimentar e com a preservação da biodiversidade. Outro ponto de destaque é o fomento à presença de polinizadores nativos, reconhecendo sua relevância na manutenção dos serviços ecossistêmicos e na promoção da diversidade biológica.

A Syngenta, juntamente com seus parceiros, mantém-se comprometida em promover mudanças tecnológicas positivas na agricultura, ao mesmo tempo em que protege o meio ambiente para as futuras gerações. A iniciativa reforça as prioridades de sustentabilidade da companhia, já que ao preservar e fomentar a presença de polinizadores nativos, contribui também para o aumento da produtividade agrícola de forma sustentável e com menor impacto, além de apoiar na regeneração do solo e da natureza pela manutenção da biodiversidade local. 

Sobre a Syngenta 

A Syngenta Crop Protection e a Syngenta Seeds fazem parte do Syngenta Group, uma das principais empresas agrícolas do mundo. Nossa ambição é ajudar a alimentar o mundo com segurança enquanto cuidamos do planeta. Nosso objetivo é melhorar a sustentabilidade, a qualidade e a segurança da agricultura com ciência de classe mundial e soluções agrícolas inovadoras. Nossas tecnologias permitem que milhões de agricultores em todo o mundo façam melhor uso dos limitados recursos agrícolas. Siga-nos no LinkedIn em www.linkedin.com/company/syngenta e no Instagram em www.instagram.com/syngentabrasil.

O conteúdo deste press release serve a propósitos apenas informativos. Ele não é, nem deve ser interpretado como, uma oferta para venda ou emissão, como solicitação de oferta de compra de quaisquer títulos ou outras participações imobiliárias.

Sobre a São Martinho

A São Martinho é considerada uma das maiores empresas sucroenergéticas do Brasil, referência no setor na gestão agrícola e industrial, com capacidade aproximada de moagem de 27 milhões de toneladas por safra, sendo 24,5 de cana-de-açúcar e 2,5 de milho equivalente (500 mil tons de milho), com índice máximo de mecanização de colheita de 100%. A Companhia possui uma diferenciada plataforma logística para escoamento de produtos, alta capacidade de armazenagem e a proximidade de importantes rodovias e ferrovias, além de possuir um ramal ferroviário próprio. Com capital aberto desde 2007, negocia suas ações no Novo Mercado da B3, segmento mais elevado de governança corporativa, sob o ticker SMTO3. Para mais informações, acesse: www.saomartinho.com.br  

Contatos para a imprensa

Giusti Comunicação (FSB Holding)

Eloisa Rangel – eloisa.rangel@giusticom.com.br | +55 (11) 99736-9916

Juscelino Junior – juscelino.junior@giusticom.com.br | +55 (11) 97687-5028