You are here

Syngenta olha para o futuro

Notícia
28.06.2017

Syngenta anunciou hoje sua nova ambição e prioridades após a conclusão da transação com ChemChina. A empresa buscará aumentar sua participação de mercado de forma rentável por meio do crescimento orgânico e parcerias, e está considerando aquisições específicas, com foco em sementes. O objetivo é fortalecer a posição de liderança da Syngenta em proteção de cultivos e tornar-se um ambicioso terceiro lugar na produção de sementes. Os principais impulsionadores para a próxima fase de crescimento serão uma maior expansão nos mercados emergentes, notadamente a China, o aumento ofertas de agricultura digital e investimento contínuo em novas tecnologias para aumentar os rendimentos das culturas, reduzindo as emissões de CO2 e preservando os recursos hídricos.

Depois de ser eleito Presidente do Conselho de Administração em 26 de junho, Ren Jianxin, Presidente da ChemChina, reafirmou que a independência operacional da Syngenta será mantida e a equipe de gerenciamento existente continuará a administrar a empresa. Ele disse: "nós compartilhamos a visão estratégica e de longo prazo da Syngenta, e estamos ansiosos para apoiar o crescimento, a oferta de seus produtos e serviços. Juntamente com seu Conselho, sua Gestão e com todos colaboradores, trabalharemos para beneficiar os produtores, melhorar a segurança alimentar e combater a fome ao redor do mundo - com base em princípios de liderança tecnológica, segurança ambiental e sustentabilidade".

Michel Demaré, Chairman da Syngenta, disse: "Esta transação é histórica por muitas razões. Não só é a maior aquisição já feita por uma empresa chinesa, mas também é um acordo focado no crescimento. Todas as partes interessadas estão se beneficiando dessa mudança. As posições de trabalho estão protegidos, os agricultores continuarão a ter escolhas e aproveitarão os benefícios de nossos investimentos em tecnologia. A Syngenta manterá a sede e pagará impostos na Suíça, com a maior fábrica e  o maior programa de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) no país. A Syngenta continuará a ser uma empresa independente, com um novo proprietário que tem uma visão de longo prazo para a nossa indústria e investirá adequadamente. A empresa manterá os mais altos padrões de governança corporativa com quatro Diretores Independentes no Conselho de Administração. Estou ansioso para trabalhar com a Ren Jianxin e com o resto do Conselho, para desenvolver a liderança da Syngenta no crescimento e sustentabilidade. Juntos, a ChemChina e a Syngenta contribuirão significativamente para a segurança alimentar mundial".

Erik Fyrwald, CEO da Syngenta, disse: "Nós desempenhamos um papel vital na cadeia alimentar para nutrir com segurança o mundo e cuidar do nosso planeta. Nossa ambição é ser a equipe mais cooperadora e confiável na agricultura, fornecendo inovações líderes em proteção de sementes e cultivos, para melhorar a prosperidade dos agricultores, onde quer que estejam. Com a ChemChina, temos um novo proprietário estável que nos ajudará a alcançar essa ambição. Ao mesmo tempo, manteremos nosso foco na produtividade e na melhoria da experiência do cliente. Estamos entusiasmados com as perspectivas globais e particularmente com a China, onde utilizaremos e desenvolveremos nossa tecnologia e habilidade para promover os mais altos padrões de agricultura, segurança alimentar e meio ambiente, além de aumentar a produtividade".

Sobre a Syngenta

A Syngenta é uma empresa líder no segmento agrícola que trabalha pela segurança alimentar mundial, permitindo que milhões de agricultores façam melhor uso dos recursos disponíveis. Por meio da ciência e de soluções de cultivo inovadoras, nossos 28 mil funcionários em mais de 90 países estão trabalhando para transformar a maneira como os cultivos são desenvolvidos. Estamos empenhados em recuperar terras à beira da degradação, promover a biodiversidade e revitalizar comunidades rurais. Para saber mais, acesse www.syngenta.com e www.goodgrowthplan.com. Siga-nos no Twitter® em www.twitter.com/Syngenta.

Sobre a ChemChina            

ChemChina, que tem sede em Pequim, na China, possui produção, R&D e sistemas de marketing em 150 países e regiões. É a maior empresa química na China, e ocupa a posição 265 entre as empresas Fortune 500. Os principais negócios da empresa incluem ciência de materiais, life sciences, fabricação high-end e produtos químicos de base, entre outros. Anteriormente, ChemChina adquiriu com sucesso 9 indústrias líderes na França, Reino Unido, Israel, Itália e Alemanha, etc. Para saber mais visite www.chemchina.com e www.chemchina.com/press.

Ressalvas sobre declarações futuras

Algumas das declarações contidas neste comunicado são declarações prospectivas, que envolve uma série de riscos e incertezas discutidos em documentos públicos da empresa junto à SEC, incluindo a seção "fatores de risco" do Formulário 20-F submetido em 16 de fevereiro de 2017, bem como nos EUA. Os documentos de oferta de aquisição a serem submetidos pela ChemChina  e CNAC Satum (NL) B.V (“Comprador”) e a declaração de solicitação / recomendação a ser apresentada pela empresa. Estas declarações são baseadas em expectativas atuais, suposições, estimativas e projeções, e envolvem riscos conhecidos e desconhecidos, incertezas e outros fatores que podem causar resultados, níveis de atividade, desempenho ou realizações sejam materialmente diferentes de quaisquer declarações futuras. Estas declarações podem ser identificadas pelas palavras ou frases tais como "acredita", "antecipa", "espera", "pretende", "planeja", "irá", "pode", "deveria", "estimar", "prever", "potencial", "continuar" ou a negativa de tais termos ou outras expressões similares. Se hipóteses subjacentes provarem erróneas, ou riscos e incertezas desconhecidos se materializarem, os resultados reais e o calendário de eventos podem diferir materialmente dos resultados e / ou tempo discutidos nas declarações futuras, e você não deve depositar confiança indevida nessas declarações. ChemChina e a empresa não assumem nenhuma intenção ou obrigação de atualizar quaisquer declarações futuras como resultado de desenvolvimentos que ocorram após o período coberto por este relatório ou de outra forma.